Uma queixa bastante freqüente é o pouco volume que se faz na sunga ou na cueca masculina, principalmente quando na praia ou em piscinas de clubes. O aumento estético da bolsa escrotal é possível através da bioplastia. A colocação de produtos biocompatíveis, adjuvantes na formação do colágeno, na bolsa escrotal, promove um aumento de seu volume.

Há que saber que, com o passar dos anos, o músculo Cremaster, sustentador dos testículos, responsável pelo vai-e-vem da bolsa escrotal, perde sua tonicidade. Portanto, não são recomendadas grandes quantidades de produto. Tanto o PMMA quanto o DMS são recomendados e têm demonstrado uma boa acomodação aos tecidos. A recuperação é de 5 a 8 dias e a abstinência sexual é de 10 dias.

Plastia de Bolsa Escrotal

       Muitos pacientes acabam molestando-se com o tamanho excessivo de sua bolsa escrotal. Isso acontece, quando não associado a hérnias, hidrocele ou varicocele, pela frouxidão que vai acontecendo com o músculo Cremaster, com o passar dos anos.

A redução cirúrgica pode ser realizada, retirando-se o excesso de pele, através de anestesia local, com cicatriz na região posterior da bolsa, quase que imperceptível.
A retirada do testículo por alguma patologia específica pode ser resolvida com a colocação de prótese em tamanho e textura semelhante, com anestesia local.

       A recuperação é rápida, cerca de 8 dias, o retorno às atividades profissionais pode-se dar em 2 a 3 dias e a abstinência sexual é de 15 dias.